5 perguntas frequentes sobre os dentes

O que são os dentes e quantos dentes temos?

Os dentes são estruturas formadas por tecidos duros e amolecidos. Os duros são o esmalte, a dentina e o cimento, enquanto que a polpa é amolecida. A parte mais exterior, a visível, é o esmalte, o tecido mais duro e mineralizado do organismo. Existem dois tipos de dentição: a primária ou infantil composta por 20 dentes e a definitiva ou adulta composta por 32 dentes. Esta dupla dentição apresenta em sua evolução três períodos distintos devido à erupção e reabsorção progressiva das dentições. O período primário coincide com a dentição temporal ou infantil (6 meses a 6 anos), o período definitivo é aquele em que as arcadas dentárias estão totalmente formadas por dentição permanente (de 12 em diante), e o período misto é o intermediário, em que temos na cavidade bucal dentes correspondentes a ambas dentições (6 anos aos 12 anos)

Quando ocorre a erupção dentária?

A erupção dentária começa aos 6 meses de idade, quando aparecem os primeiros dentes, causando normalmente desconforto e um aumento de salivação nas crianças, e finaliza aos 24 meses. Alguns anos mais tarde, aos 6-7 anos, começa a se formar progressivamente a dentição permanente, até um período compreendido entre os 18-25 anos quando os dentes do siso entram em erupção, ou "dentes do juízo”.

O que é cárie?

A Organização Mundial de saúde (OMS) define as cáries como: “um processo localizado de origem multifatorial que se inicia após a erupção dentária, determinado pelo amolecimento do tecido duro do dente e que evolui até a formação de uma cavidade”. A cárie é uma enfermidade infecciosa de origem microbiana que afeta os dentes; os microrganismos presentes na placa dentária (principalmente Streptococcus mutans e Lactobacillus) metabolizam os açúcares ingeridos que ficaram na boca, e produzem ácidos orgânicos que desmineralizam o esmalte causando uma perda parcial e até mesmo total do mesmo.

Qual é a evolução natural das cáries dentárias?

A evolução natural de uma cárie, sendo um processo destrutivo, pode afetar todas as estruturas do órgão dentário, causando até a morte do dente. Este processo pode se estender a estruturas próximas ao dente afetado, causando a perda de dentes adjacentes e até mesmo infecções, como periodontite grave ou celulite.

Que relação existe entre as cáries e a gravidez?

Pode-se afirmar que, durante a gravidez, há um risco maior de cárie, devido a fatores indiretos dentre os quais destacamos:

  • Possível negligência nos hábitos de higiene bucal
  • Aumento do consumo de alimentos ricos em açúcares e derivados
  • Modificação da composição da saliva
  • O aparecimento de vômitos que aumentam a acidez da boca, enfraquecendo o esmalte (principalmente durante as primeiras semanas)

Leitura sugerida

  • Chimenos Küstner, E; López López, J (2009). Salud Bucodental: 100 preguntas más frecuentes. EDIMSA.
  • Solarana Herrería, T. Guía para no perderse en el dentista: consejos de higiene dental. Clínica Bucodental Solarana y García.
Posted in

Related Posts

No Comments